Inteligência Artificial

Google lança AI Studio, facilitando o desenvolvimento de aplicativos e chatbots

Recentemente, a gigante tecnológica lançou sua família de modelos Gemini, uma inovação que promete transformar o cenário do desenvolvimento de aplicativos e chatbots. Agora, dando um passo à frente, o Google apresenta o AI Studio, uma ferramenta intuitiva e fácil de usar, destinada a desenvolvedores, que se baseia no poderoso modelo Gemini.

O que é o AI Studio?

Anteriormente conhecido como MakerSuite, emerge como uma plataforma baseada na web projetada para simplificar o desenvolvimento de aplicativos e chatbots utilizando a tecnologia Gemini. Esta ferramenta se posiciona como uma porta de entrada para o ecossistema Gemini, começando com o Gemini Pro e, em breve, integrando também o Gemini Ultra.

Como funciona o AI Studio?

Ao utilizar o AI Studio, os desenvolvedores podem criar prompts e chatbots de maneira eficiente, aproveitando os recursos oferecidos pelos modelos Gemini. A ferramenta permite gerar chaves de API para integrar facilmente esses desenvolvimentos aos seus aplicativos ou acessar o código para aprimoramentos em ambientes mais avançados, como um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE).

É importante destacar que oferece uma cota gratuita considerável, permitindo até 60 solicitações por segundo. Essa generosidade facilita a iteração rápida de ideias, oferecendo liberdade para experimentação sem enfrentar restrições onerosas. Mesmo para aplicativos menos utilizados em produção, a cota gratuita pode ser suficiente.

No entanto, há uma ressalva para os desenvolvedores que optam pela versão gratuita. Os revisores do Google têm acesso à entrada e saída da API e do aplicativo da web para “melhorar a qualidade do produto”. É crucial observar que esses dados são desidentificados da Conta do Google e da chave de API do usuário.

Novidades e aprimoramentos

Comparado à versão anterior do MakerSuite/AI Studio, a edição atualizada apresenta melhorias substanciais. Agora, ela oferece suporte para os modelos Gemini Pro e Gemini Pro Vision, permitindo que os desenvolvedores trabalhem com texto e imagens, embora a criação de imagens ainda não esteja disponível.

Josh Woodward, vice-presidente do Google Labs, destaca ao TechCrunch a rapidez no desenvolvimento com o Gemini: “Nós o projetamos para ser realmente a maneira mais rápida de construir com o Gemini. Queremos realmente convidar os desenvolvedores para brincar com isso.”

Interface intuitiva

A interface web do AI Studio oferece uma experiência amigável. Os desenvolvedores podem escolher modelos, ajustar a temperatura para controlar a criatividade da saída e fornecer exemplos para instruções de tom e estilo. Além disso, é possível ajustar as configurações de segurança do modelo. A transição do MakerSuite para o AI Studio foi acompanhada por uma melhoria na capacidade de personalização, proporcionando maior controle sobre as interações.

Diferentes fluxos de trabalho

Apresenta diferentes fluxos de trabalho para a criação de prompts de formato livre, estruturados e de bate-papo. Isso oferece flexibilidade aos desenvolvedores, adaptando-se a diferentes necessidades e cenários de aplicação.

A transição suave para o Vertex AI

O Google enfatiza que o AI Studio é uma porta de entrada para o ecossistema mais amplo de IA, especialmente para a Vertex AI, a plataforma de desenvolvimento de IA generativa da empresa, voltada para uso empresarial. Jeanine Banks, vice-presidente e gerente geral das equipes Developer X do Google, destaca a ideia de “crescer com o Google”. A transição entre o AI Studio e o Vertex AI é projetada para ser o mais suave possível.

Vertex AI ecossistema de IA para quem já utiliza o AI Studio.
Imagem: Cloud Google

Suporte robusto para desenvolvedores

Jeanine Banks destaca o suporte robusto oferecido pelo SDK do Gemini Pro. “Estamos enviando um conjunto completo de SDKs que permitem aos desenvolvedores executar e criar aplicativos com o Gemini Pro que podem ser executados em praticamente qualquer lugar”, explica ela. Esse suporte abrange desde o back-end, com suporte para Node.js e Python, até dispositivos móveis, com suporte para Java, Kotlin e Swift, e para web, com JavaScript.

O futuro do AI Studio

O Google planeja expandir o alcance do Gemini, integrando-o às ferramentas de desenvolvimento do Chrome e à plataforma Firebase, no início do próximo ano. Esse movimento visa proporcionar uma experiência ainda mais ampla e acessível aos desenvolvedores, alavancando as capacidades do Gemini em diferentes ambientes de desenvolvimento.

A inteligência artificial segue trazendo opções para facilitar uma série de coisas. Recentemente, abordamos uma que foi feita para artistas que trabalham com criação de conteúdo. Uma mão na roda!

Thiago Santos

Sou um estudante de Ciências e Tecnologia, apaixonado por inovação e sempre antenado nas últimas tendências tecnológicas. Acredito que o futuro está intrinsecamente ligado ao avanço da ciência, e estou empenhado em contribuir para esse progresso. Além dos estudos, sou um apaixonado por cinema e séries. Nos momentos de lazer, valorizo a companhia dos amigos. Gosto de compartilhar risadas, experiências e construir memórias com aqueles que são importantes para mim. Essa convivência é fundamental para equilibrar minha busca por conhecimento e meu amor pelo entretenimento e tecnologia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.