Se você deixar algo no Uber, você terá que pagar para recuperar

Eita! Deixar algo atrasado em um Uber é realmente ruim. Dos itens mais esquecidos – chaves, telefones e carteiras – para os mais obscuros – tipo anéis de noivado – o momento de esquecimento nunca é divertido.

Mas também não é agradável para os motoristas. Em média, o Uber diz que um motorista retorna 11 itens perdidos por ano, tudo isso é feito em seu próprio horário. Mas a partir de hoje, isso mudará. Como parte de “180 Days Of Change”, uma iniciativa que Uber lançou no mês passado para melhorar as condições de trabalho de seus drivers, os motoristas da Uber poderão cobrar US$ 15 pelo retorno de bens esquecidos. O recurso está sendo lançado agora em Boston e Chicago, e estará disponível em todo os Estados Unidos até o final de agosto. Ainda não há previsão se a nova função chega a outros países, inclusive no Brasil.

Veja como funciona: os pilotos podem entrar em contato com um driver sobre um item perdido, indo para Menu > Ajuda > Revisão de viagem e tarifa > Perdi um item (selecione a viagem em questão para ver esta opção) > Contacte o motorista sobre o item que está esperando voltar. Se o driver encontrou seu item, você pode marcar um ponto de reunião. Depois que o item foi retornado, o driver inicia o pagamento no final e o piloto é contatado pelo suporte da Uber. Você terá uma opção para dica, mas também a opção disputa a cobrança se você realmente não recuperou seu item.

Ter que pagar extra para receber seu item perdido pode  doer, mas dado que o motorista está devolvendo a você a suas próprias custas – tanto em gás/gasolina quanto em tempo – é uma troca justa. Além disso, pode fazer você pense duas vezes sobre o que realmente vale a pena ter de volta. Esqueceu um saco de maçãs, e agora tem que fazer uma corrida de supermercado extra? Claro, isso é factível.

Esta nova função segue a introdução de uma opção de cobrança no aplicativo. O Uber também adicionou uma proteção de classificação para motoristas que deixarão de penalizá-los por fatores que estavam fora de seu controle.

você pode gostar também Mais do autor